Arquivo da tag: Escola

Sobre a questão da evasão escolar nas escolas brasileiras

O abandono por parte do aluno à sala de aula é um dos grandes desafios para a educação no Brasil. É penoso constatarmos que praticamente é inexistente o desenvolvimento de mecanismos que ao menos minimizem as altas taxas de evasão escolar.

As principais causas que motivam o abandono se devem às condições socioeconômicas, (quando a criança precisa trabalhar para ajudar no sustento da família, por exemplo) culturais, (quando os pais proíbem o filho de frequentar a escola, por julgarem perda de tempo e/ou desnecessário) geográficas, (quando a escola fica muito distante da residência do estudante) ou também pelo próprio projeto político pedagógico da escola, que não contempla as necessidades de aprendizagem do aluno e/ou didática do professor que não supre a demanda e perspectivas educacionais do aluno.

Observamos que substancialmente a questão da evasão escola gira mais em torno de interesses meramente estatísticos e financeiros, pois a arrecadação dos governos municipais ocorre conforme o número de alunos matriculados, preterindo o desenvolvimento de uma política voltada para a retenção e aprendizagem desses alunos.

O ponto principal não é apenas existirem vagas para todos estudar, e sim trabalhar com planejamento, valorizando a leitura dos alunos, a formação dos educadores e criar possibilidades de acesso do professor/escola àqueles alunos que necessitam de um acompanhamento individualizado. Conforme conclusão ressaltada na página do IBGE, “a educação no nosso País está longe de ser satisfatória.”

Segue link com os dados estatísticos sobre a educação no país:

http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/escola/dados.html

Deixe um comentário

Arquivado em Espaço Escolar

O papel na mediação da transformação social enquanto educador

Ao longo dos últimos meses temos desenvolvido uma série de debates em torno do papel da escola e do professor na promoção e efetivação do desenvolvimento pessoal, social e profissional dos alunos. É notória a influência construtiva que o ambiente estudantil traz à criança recém chegada à escola.

Observamos que alguns dias após ao seu início nas aulas, ela evolui muito rápido, começa a interagir com os demais colegas, e quase que instintivamente é criado  um clima coletivo e colaborativo entre eles.

O professor então precisa aproveitar desse ambiente favorável e receptivo para mediar e interagir com a turma, priorizando a socialização mútua da classe, promovendo a troca de experiências e opiniões. Assim o aluno tem a sua curiosidade estimulada, e se mobiliza a buscar respostas às suas dúvidas e questionamentos.

A educação deve ser idealizada e proposta com base na construção e internalização de conceitos e de temáticas abordadas em sala de aula, utilizando metodologias adequadas com o perfil dos alunos.

Mais do que ensinar, ao professor cabe a missão de contribuir para a construção intelectual e pessoal do aluno, inspirando-o e influenciando-o positivamente através do reforço de comportamentos, valores e atitudes socialmente aceitáveis e relevantes, de forma que futuramente ele se torne um cidadão com postura crítica e ativa dentro da comunidade.

Deixe um comentário

Arquivado em Espaço Escolar